sexta-feira, 12 de junho de 2009

Ler para crianças pequenas: Saberes do Professor

Maria Cristina dos Santos

Os primeiros anos de vida marcam um momento da infância em que a criança está aberta para descobrir o mundo de pessoas e objetos que a cerca. Este é um momento propicio para aprendizagens que subsidiam todo o desenvolvimento posterior do homem.

Em especial na educação de crianças pequenas, entre 0 e 6 anos o fazer partilhado é fundamental no processo de apropriação de conhecimentos propulsores de um amplo desenvolvimento e da personalidade infantil.

O professor portanto, é um sujeito essencial no processo de apropriação do conhecimento da criança quando organiza o espaço, o tempo e os materiais na instituição, contemplando o tempo da criança e o espaço como historicamente formado a partir das experiências ali vivenciadas

Ler histórias é uma das maneiras de inserir ativamente - a partir do fazer ativo e intencional do professor - a criança desde pequenininha no mundo letrado.

Mas o que o professor precisa saber e fazer para ler para crianças pequenas?

  1. O professor precisa gostar do que vai ler, seus olhos precisam brilhar.
  2. Conhecer muito bem o texto, utilizar a voz de forma clara, cuja a intensidade, entonação e pausa dependerá da propria história e do lugar onde será lida;
  3. Criar rituais: um momento na rotina, uma canto da sala, um tapete. Isso é imprecindível quanto menor a criança
  4. Conversar com as crianças antes e depois dos momentos de leitura.
  5. Quando a criança interrompe a história é preciso se dirigir a ela seja com um olhar ou um sorriso afetuoso indicando que depois de terminada a história ela tera voz para se manifestar.

Este vídeo foi gravado em 2008 com as crianças do 1º estágio ( 3 a 4 anos), dentro da sequência didática: Tribos daqui e de lá , uma referência entre as tribos indígenas brasileiras e as tribos Africanas.

video

Um comentário:

Helô disse...

olá maria Cristina,
como sempre vc surpreendendo com matérias que só contribuem para nossa prática.
Beijos, helô.