sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Malas de história - Biblioteca itinerante

Bons projetos viajando por outras terras



Por Bete Godoy e Maria Cristina dos Santos


Malas

Com alça,
Sem alça,
Pequena,
Grande.
Seu formato, sua cor não importa
Por fora é mala .
Por dentro
É vida, emoção, desafio,mistério, viagem, aprendizagem, criação, fruição...
Mas, quando dentro e fora se juntam num encontro amoroso
O que era do cotidiano se transforma em maravilhamento.



A capacidade de maravilhar-se é o que os filósofos e as crianças têm em comum. Acreditando nisso apresentamos um projeto realizado na Prefeitura de Santo André que por sua importância e reconhecimento da comunidade e dos professores chegou a um CEI da Prefeitura de São Paulo.



Antes de falar sobre o trabalho realizado a partir desta idéia conheçam como e de onde surgiu esta proposta.
A partir do Projeto Sementinha surgiu o Projeto Mala da História, com o objetivo de levar mais e melhor literatura infantil às crianças, educadores e pais nas comunidades, promover através das narrações de histórias, criatividade, imaginação, socialização, envolvimento comunitário desenvolver o gosto e o prazer pelas histórias, além de fortalecer os vínculos de afetividade entre a criança e a família e estimular a alfabetização naturalmente, respeitando os processos de construção de conhecimentos e aprendizagem lúdica por meio dos livros e seus desdobramentos pedagógicos nas rodas do Projeto, o objetivo era atingir de crianças na faixa etária dos 4 aos 6 anos na perspectiva de educação não formal. Num primeiro momento oferecemos aos educadores uma Oficina de contadores de histórias com objetivo de estimulá-los na narração de histórias, criar repertórios diferenciados e descobrir formas de contá-las. Paralelamente efetuamos uma Pesquisa e compra de títulos de literatura infantil e desenvolvemos junto a um fabricante de malas um design de uma mala com rodinhas que ao ser aberta se tornaria uma mini-biblioteca itinerante. Ela percorreria todas as rodas do núcleo com seus livros e um Diário de bordo – caderno onde ficaria registrada a chegada da mala no núcleo, sua passagem pelos pontos de encontro, memória do trabalho executado com falas, atividades e resultados. Após a compra das malas e dos livros cada núcleo desenvolveu com materiais diversos a imagem que teria a sua.Depois da implantação em 2004 as malas circulam por um período no núcleo de origem e passam a “viajar” com suas histórias para outros núcleos, já que cada uma contém livros diferentes, levando produções artísticas e histórias contadas por todos que dela se apropriaram e que ficam relatadas no diário de bordo.




Olha o capricho! Retalho e fuxicos

Diário de bordo


O projeto deu certo e foi introduzido na educação formal, os professores das Creches e EMEIEF participaram de oficinas de contadores de história e cada unidade confeccionou sua própria mala de história
No Centro de Formação de Professores Clarice Lispector na cidade de Santo André esta à disposição das unidades malas temáticas para empréstimo.
Como está mala tem rodinha ela está rodando o mundo junto com os professores Ronnie Corazza e Arlete Ferreira


Indigena Necessidades especiais

Boas idéias, boas iniciativas transcendem os limites geográficos e chegam ao CEI de São Paulo

Maria Alice Bassoli Napoleao coordenadora de um CEI conheceu o projeto em Santo André e trouxe para São Paulo essa proposta.Durante os momentos de formação com os educadores do CEI pensaram, pesquisaram planejaram como:· As malas poderiam ser construídas pelas crianças e famílias.· seria composto o acervo de livros.· Circularia pelo CEI.Foi um desafio e tanto, mas, a cada ação desenvolvida o sucesso ao ver a alegria e o interesse das crianças e famílias era fonte de inspiração para novas situações acolhedoras e estimuladoras a leitura.Cada vez mais é do conhecimento dos educadores e profissionais da educação que a leitura desde a primeira infância é importantíssima para o desenvolvimento da oralidade, da imaginação, do pensamento infantil.


Para saber mais entre em contato
Prof. Ronnie e Arlete Ferreira:
Centro de Educação Infantil Jardim Santo André
Tel 2751-2330

4 comentários:

Anônimo disse...

MUITO BOM O TEXTO, AS FOTOS SÃO MARAVILHOSAS, ILUSTRAM O TRABALHO
SÉRIO QUE É REALIZADO. PARABÉNS!

Anônimo disse...

Lindo!!!
Adorei o blog parabéns pelo trabalho beijokas!!!

Cris

Pedagoga Cláudia disse...

BETE PARABÉNS PELO TRABALHO PEDAGÓGICO! SOU PROFESSORA DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONCURSADA! TAMBÉM ADORO TRABALHAR DE FORMA INTERAGIDA E DIFERENCIADA COM OS ALUNOS!
PARABÉNS!!!
PEDAGOGA CLAUDIA

Anônimo disse...

BOA NOITE, ESTIVE O DIA TODO TRABALHANDO E CONSTRUINDO MALETAS PARA MEUS ALUNOS, SOU PROFESSORA DO ENSINO MEDIO E TAMBEM DO JARDIM 3, PROCURANDO O QUE ESCREVER NAS MALETAS, POIS GOSTARIA DE DESENVOLVER UM PROJETO DIFERENCIADO, PARA LEITURA, E O INTERESSE É O DE FAZER A FAMILIA MOSTRAR QUAIS SEUS HABITOS DE LEITURA, COLOCANDO UM LIVRO OU GIBI QUE A FAMILIA GOSTE DE LER, ENCONTREI O SEI TRABALHO E ME CHAMOU MUITO A ATENCAO, GOSTARIA DE SABER SE POSSO UTILIZAR ALGUMAS DAS IDÉIAS QUE LI EM SEU SITE, ESTAO COPLEMENTANDO AS MINHAS. AGRADEÇO, SE PUDER UTILIZAR.