segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Homenagem equipe educadora

Vocês fazem a diferença

Nosso muito obrigado!

Equipe gestora

Redescobrir

Gonzaguinha

"Como se fora brincadeira de roda, memória

Jogo do trabalho na dança das mãos, macias

O suor dos corpos na canção da vida, história

O suor da vida no calor de irmãos, magia"

video

domingo, 21 de setembro de 2008

Diretrizes de Acolhimento

O CEI Jardim Rodolfo Pirani tem como diretriz garantir um atendimento de qualidade capaz de propiciar boas condições de acolhimento dos nossos funcionários, crianças e as sua famílias de forma menos penosa possível para todos envolvidos no processo. Favorecendo a integração e o estabelecimento de vínculos afetivos e de segurança entre criança, família e educadores e buscando garantir o bem estar da criança, zelando por um atendimento individualizado.

Este processo se dará em três situações:




  • Quando a criança começa a freqüentar a instituição;

  • No caso de mudança de turma, remanejamento entre grupos e ou mudança dos adultos responsáveis;

  • No período que antecede o desligamento do CEI



PROCEDIMENTO





  • Formação da equipe educadora (todas as pessoas que trabalham direta e indiretamente com as crianças) para que todos compreendam o processo de acolhimento;


  • Para efetuar a matrícula será agendado: dia e horário, para que os pais sejam recebidos pela diretora da unidade, a responsável pela área de saúde e a coordenadora pedagógica. Após a matrícula poderá ocorrer o primeiro contato com o (a) professor (a) responsável pelo seu filho (a);

    OBS:


1. Quando a matrícula for para a criança iniciar no ano seguinte a família será comunicada das duas reuniões que acontecerão em janeiro e uma em fevereiro onde conhecerão as diretrizes da unidade e os educadores que ficarão com seus filhos durante o ano;
2. Quando a criança for ingressar durante o ano será passada todas as informações já no momento da matrícula e a família será conduzida para conhecer a unidade e os professores responsáveis pelo seu filho.



  • Neste primeiro contato com a instituição, a família receberá informações gerais sobre;

  • Atendimento, nossa concepção de educação e nossos objetivos;

  • Período de acolhimento:

  • Listagem com recomendações sobre roupa para a criança utilizar no CEI

  • Durante a matrícula será questionada informações sobre a criança, a família seus costumes e as expectativas dos pais



  1. No mês de janeiro será realizada uma reunião com a equipe gestora e pais cujas crianças estão sendo inseridas pela primeira vez na instituição, onde será apresentada a unidade e todos os informes burocráticos;

  2. No primeiro dia de retorno dos educadores será realizado um acolhimento para os mesmos;

  3. Será realizada uma reunião pedagógica para que os professores possam ver as fichas de matrícula das crianças, fazer o planejamento do mês de acolhimento e preparar o ambiente;

  4. No mês de fevereiro deverá ser realizada uma reunião como todos os pais e com os professores, antes do início das atividades com as crianças, esta reunião será dividida em dois momentos:

    a. A primeira com a equipe gestora, a qual dará as boas vindas aos pais e apresentará o quadro de educadores que trabalharão com seus filhos, em seguida os pais deverão ser encaminhados às salas de seus filhos onde ocorrerá uma reunião com os professores;

    b. A reunião entre Pais e Professores deverá ter uma pauta onde destacará:



  • A importância da parceria entre a família e a instituição;

  • A importância do acolhimento;

  • A concepção de educação e de criança entendida pela equipe educadora;

  • Os combinados com os pais para o bom andamento do ano que se inicia;

  • O dia em que a família iniciará na instituição;

    No decorrer do ano caso seja necessário ingressar mais de uma criança no mesmo agrupamento é imprescindível que se estabeleçam datas pelo menos com uma semana de diferença, de forma a garantir a disponibilidade do (a) professor (a) para a criança e sua família. E todos educadores envolvidos deverão ser comunicados pela equipe gestora.



  • A inserção será realizada progressivamente por grupo, sendo que a criança iniciará em um período intermédiario ;

  • É de extrema importância que a mãe ou o pai esteja no primeiro dia com a criança e caso não seja possível ele (a) continuar até o final do período de acolhimento, será solicitado um familiar ou pessoa na qual a criança tenha uma referência;









  • Caberá aos professores do agrupamento avaliarem:

1) a necessidade da redução ou ampliação da permanência da família na instituição;


2) ampliação gradual da permanência da criança sem família na unidade.




  • Será solicitada a família que traga de sua casa um objeto de apego da criança (travesseiro, cobertor, brinquedo);


  • Ao final do período de acolhimento será realizada uma reunião com a coordenadora pedagógica a fim de sanar as possíveis dúvidas dos pais.


  • No período de acolhimento serão planejadas atividades que os pais possam interagir com os filhos e que facilite o estabelecimento de vínculo afetivo com o (a) professor (a) tais como: canto de livre escolha, roda de leitura, roda de narração de histórias, parque, atividades ao ar.




  • Nos últimos meses do ano serão agendadas visitas nas EMEIs ao entorno para que as crianças possam familiarizar-se.


ESTRATÉGIAS



Árvore do desejo. Nesta arvore a equipe educadora e os pais são convidados a fazer um bilhete colocando seu desejo para o ano.



2. Solicitar aos pais que escrevam uma carta dirigida ao seu filho (a) escrevendo o que ele espera que ocorra na sua vida durante o ano na instituição;





3. Realizar pintura do muro (pais e filhos);








      4. Na primeira reunião de pais os professores (as) poderão utilizar apresentar painel de fotos ou vídeo mostrando a rotina da unidade ênfase ao binômio indissociável de cuidar e educar

    Formar para Trans – Formar - Ação

    Estratégia Formativa

    Objetivo:

    • Ampliar o universo cultural
    • Apresentar possibilidade de dialogo entre as diversas linguagens



    Exposição: Amado, Jorge Amado

    Curadoria: Mônica Hernandes

    Visitação
    22 agosto a 12 de outubro de 2008
    Entrada franca


    Caixa cultural São paulo
    Praça da Sé, 111
    Terça a domingo, das 9 ás 21h


    Na perspectiva de ampliação do universo cultural e apresentar possibilidades de diálogos entre as diferentes linguagens, os educadores do Centro de educação Infantil “Jardim Rodolfo Pirani” visitou no último dia 18 de setembro a exposição: “Amado, Jorge Amado”.
    Sobre a curadoria de Mônica Hernandes, que segundo a arte educadora Daniela tem em sua historia de vida permeado pelas obras do autor, convidou 13 artistas plásticos para representar a vida e obra do autor e dessa forma suscitar a curiosidade das pessoas a conhecê-la.






    Seqüência formativa:

    1. Visita previa da formadora em serviço (coordenadora pedagógica) para conhecer a exposição e colher o maior número de informações sobre a mesma.
    2. No horário de formação apresentar o folder aos educadores, contar um pouco do que eu vi e pensei sobre a mesma e levantar conhecimentos prévios sobre a vida e obra do autor;







    3. Apresentação da obra de Jorge Amado, ler trechos ou tecer comentários sobre a mesma para que os educadores pudessem se apropriar do universo do artista,
    Títulos escolhidos:
    • O menino Grapiúna


    • A morte e a morte de Quincas Berro D’água


    • Tereza Batista


    • Mar Morto


    • Gabriela Cravo e canela


    • Farda Fardão Camisola de Dormi


    • O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá





      4. Todos os livros ficaram a disposição para manuseio e empréstimo;
      5. Todo inicio de formação levar para de trechos das obras ou biografia do autor como disparador de conversa estimulando troca de informação entre os educadores






      6. Vídeo: História de Salvador – TV Escola;
      7. Visita a exposição
      8. Retornando a unidade conversar sobre a exposição e levantar como está visita pode enriquecer a exposição da unidade.



    A visita



    A visita monitora pela arte educadora Daniela, dividiu-se em duas partes, a primeira sendo a visitação propriamente dita e num segundo momento uma oficina.
    A arte educadora trouxe muitos informações sobre a obra de Jorge Amado, as técnicas que os artistas utilizadaram e conversou muito com a equipe educadora sobre da simbologia usada pelos mesmos .



    A proposta da oficina foi a partir de uma história sobre o mar o grupo poderia utilizar qualquer técnica para representá-la.

    Os grupos foram subdivididos em cinco, sendo que uma pessoa poderia criar ou contar um fato que viveu envolvendo o mar e em seguida discutiriam qual técnica seria utilizada e iniciaram a representação.




    Apresentação da oficina








    "Sonho que se sonha só,


    É só um sonho que se sonha só,


    Mais sonho que sonhamos juntos é realidade"


    Raul Seixas

    Mercado Municipal: Fátima, Vilma, Sarina, Cristina e Monalisa

    Francilene, Marli, Odete, Goreti

    Sarina, Sylvia, Goreti

    Video com a apresentação da Oficina

    video

    Caixa Mágica

    Empréstimo de livros



    A equipe educadora do Centro Educação Infantil Jardim Rodolfo Pirani entende que o papel de uma instituição de ensino é sistematizar as informações para gerar novos conhecimentos.
    Os empréstimos visa através de contato com os livros: favorecer e fortalecer o vínculo afetivo, estabelecer co-responsabilidade da família com a educação formal, incentivar a criação de uma comunidade leitora.



    PROCEDIMENTOS



    I. Deverá ocorrer parceria entre os professores do agrupamento no processo de:

    1. Escolha dos livros respeitando os seguintes critérios:
    Faixa etária;
    Qualidade dos textos e ilustrações;
    Estado de conservação do livro.

    2. Envio no período da tarde e recebimento no período da manhã;

    3. Conscientização e combinados com a família enfatizando a importância e o compromisso para garantir de fato a leitura e a conservação do livro;

    II. Reunião com os pais onde serão abordados os objetivos e elaborados os combinados;

    III. Todo o último dia útil da semana será entregue os livros e no primeiro dia útil da semana seguinte serão recebidos os mesmos;
    IV. Cada criança escolherá o livro que levará para casa, em caso de conflito o professor será o mediador;



    ESTRATÉGIA

    I. Utilizar recipiente para que os livros sejam transportados (sacola ou pasta);


    II. Na inicio das ações é importante que sejam realizadas rodas de conversa diária com as crianças enfatizando o cuidado com os livros;

    sexta-feira, 12 de setembro de 2008

    Caixa Mágica

    Relato de prática - empréstimos de livros


    Professora Elaine da Silva Dias 1º estágio


    Ao retornarmos do parque iniciamos a roda para apresentação dos livros emprestados para as crianças levarem para casa no fim de semana.
    Como estratégia, reapresentei os livros previamente escolhidos fazendo um breve relato sobre a história, além de citar o nome dos autores e ilustradores.
    Rafael, 3 anos e 6 meses, escolheu o livro ” A grande jogada”, neste momento João 3 anos e 8 meses comentou:
    - Não leva esse não que é chato, é muito chato!
    Nesse momento Robert, 3 anos e 6 meses, que raramente fala, disse:
    - Mas eu gostei. Foi meu pai quem leu!
    Deixei que eles colocassem os seus pontos de vista. Rafael levou o livro.
    Essas falas me surpreenderam, pois além de evidenciarem a ampliação do vocabulário através da coerência no diálogo, esta foi a primeira vez que uma das crianças manifestou não a gostar de um dos títulos, demonstrando assim suas preferências de maneira critica e ao mesmo tempo não intimidou Robert ou Rafael em expressar suas opiniões.